Vida longa ao Aerosmith - Overdrivers
  • RSS feed
  • Twitter
  • Facebook
  • Google+
  • Vimeo
 

Vida longa ao Aerosmith

Em um Allianz Parque lotado, o Aerosmith fez o que imagina-se ser sua derradeira apresentação em São Paulo. Na bagagem, a banda trouxe seus mais de quarenta e cinco anos de estrada, que os fez mestres em dominar o público, sem precisar apelar para grandes efeitos especiais, pirotecnias e rodeios. Rock n’Roll em sua forma mais pura é a especialidade de Steven Tyler, Joe Perry, Joey Kramer, Brad Whitford e Tom Hamilton, e os cerca de 45 mil presentes podem atestar o que digo.

Em ótima forma aos 68 anos, Steven Tyler é a prova viva de que o Rock n’Roll deve ser o segredo da juventude eterna. Sua performance enérgica, com berros firmes e potentes, sem sair do tom, enquanto se movimenta o tempo todo de um lado pro outro do palco, impressiona até quem já sabe que é exatamente isso que se deve esperar dele. Aos 66, com o carisma e aura cool incólumes – mesmo após o susto que deu nos fãs ao sofrer um mal súbito em julho, em um show do Hollywood Vampires em Nova York – Joe Perry continua tocando cada nota com a perfeição digna do grande blueseiro que é.

aerosmith_

Sobre o setlist, você já deve ter lido por aí: um verdadeiro desfile de hits que incluiu “Love in an Elevator”, “Cryin'”, “Crazy”, “Livin’ on the Edge”, “Dude (Looks Like a Lady)”, “Pink”, “Rag Doll”, “I Don’t Want to Miss a Thing”, “Come Together”, “Walk This Way”, “Dream On” e “Sweet Emotion”, entre outras. É claro que nós, fãs, sempre sentimos falta dessa, ou daquela música que amamos, afinal, o Aerosmith tem hits suficientes para fazer shows de três horas. Mas quando a apresentação chega ao fim, a sensação de euforia nos faz esquecer o que faltou e enche nossos corações com o que sobrou: vigor!

Vale destacar a apresentação segura da ótima banda brasileira Sioux 66, que aqueceu o público que aguardava o Aerosmith. Durante os cerca de 30 minutos de apresentação, o grupo entreteve o público com seu hard rock pesado e contemporâneo muito bem feito. Vida longa ao rock n’roll que sempre lava a alma. E vida longa ao Aerosmith, porque mesmo que a banda encerre em breve suas atividades, como anunciado, viverá pra sempre em nossas melhores memórias.

Fotos: Divulgação/ Lauro Capellari/ Mercury Concerts

Comments

comments

 

About Mariana Schittini

Radialista por formação, jornalista por profissão, Mariana Schittini obviamente gosta de dar opiniões. Quando o assunto é cultura pop, então, o desejo de buscar informações e de compartilhar pontos de vista se torna ainda maior. E as opiniões dessa (por enquanto) ruiva, não te deixarão entrar em roubada. View all posts by Mariana Schittini
 

CONTEÚDO EXCLUSIVO PARA OVERDRIVERS NO FACEBOOK

publicidade